sábado, 1 de julho de 2017

014. Cozinhando com o Coração

Semelhanças na estrutura da clorofila e da hemogloblina
Vegetarianismo aguça a intuição, revelando-nos
relações de semelhança que não se dão por acaso.
RECEITAS DA SEMANA: Creme de abóbora com agrião, Refogadinho de grão de bico, Pastelzinho assado de palmito, Salada de tomate caqui e Canjica.
1. Creme de abóbora com agrião (vegano)

Rendimento: 5 porções

Ingredientes:
2 colheres (sopa) de azeite
½ xícara (chá) de alho-poró finamente picado
1 dente de alho finamente picado
4 xícaras (chá) de abóbora japonesa, com a casca, cortada em cubos (500 g)
½ pimenta dedo-de-moça, sem as sementes, finamente picada
1 colher (chá) de sal
3 xícaras (chá) de caldo de legumes (ver dicas)
1 xícara (chá) de agrião, com os talos, finamente picado

Modo de fazer:
Em uma panela coloque o azeite, o alho-poró e o alho. Leve ao fogo médio e deixe dourar levemente.
Adicione a abóbora, a pimenta e o sal e deixe saltear por 5 minutos, misturando constantemente. 
Adicione o caldo de legumes e cozinhe em fogo baixo, por 35 minutos.
Bata no liquidificador para obter uma consistência cremosa. Adicione o agrião picado e misture bem.
Sirva em porções individuais, colocando sobre o creme um fio de azeite.

Dicas:
1. Caso não tenha o caldo de legumes, utilize água filtrada. A sopa fica bem saborosa.
2. Preparo do caldo de legumes. Você pode usar qualquer legume que tenha em casa. Sugestão: cenoura, milho, cebola, aipo, alho e outros. Lave, descasque e pique todos os legumes. Coloque em uma panela com água e leve para ferver em fogo baixo por aproximadamente 1 hora. Retire os legumes e use o caldo para risotos e outras receitas. Os legumes que sobraram podem ser utilizados no preparo de sopas e cremes.

2. Refogadinho de grão de bico (vegano)

Rendimento: 10 porções

Ingredientes:
250 g de grão de bico cozido em água
4 batatas
1 cebola picadinha
3 tomates sem pele, picadinhos
sal a gosto
5 colheres (sopa) de azeite de oliva

Modo de fazer:

Em uma panela coloque o azeite e a cebola picadinha. Leve ao fogo médio e deixe dourar levemente.
Adicione o tomate e o sal e deixe refogar por alguns minutos, em fogo baixo, até desmanchar bem.
Adicione o grão de bico com um pouco da água de cozimento e as batatinhas cortadas em cubinhos.
Misture bem e cozinhe até que as batatas fiquem macias.


3. Pastelzinho assado de palmito (vegano)

Rendimento: 25 pasteizinhos

Ingredientes:

Massa:
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
¾  xícara (chá) de farelo de trigo fino
¾  xícara (chá) de azeite de oliva ou óleo vegetal
2 colheres (chá) de sal
1 colher (sopa) de fermento em pó
água

Recheio:
300 g de palmito picadinho
3 tomates maduros, sem pele
1 cebola picadinha
1 dente de alho picadinho
2 colheres (sopa) de cebolinha verde finamente picada
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 ½  xícara (chá) de água
sal a gosto

Modo de fazer:

Massa:
Misture bem os ingredientes secos até ficar homogêneo: farinha de trigo, farelo, sal e fermento. Acrescente o azeite ou óleo. Misture bem.
Coloque água filtrada e amasse bem até que a massa se desprenda da mão. Deixe descansar por 15 minutos antes de abrir.

Recheio:
Em uma panela coloque o azeite e o alho. Leve ao fogo médio e refogue até que fique levemente dourado.
Adicione o tomate picadinho e o sal e deixe refogar por alguns minutos, em fogo baixo, até desmanchar bem.
Acrescente o palmito picadinho e refogue por cerca de 5 minutos, em fogo baixo.
Dissolva o amido de milho na água e acrescente ao refogadinho de palmito, mexendo bem, em fogo baixo, até engrossar. Desligue e junte a cebolinha verde picada. 
Pastelzinho:
Em uma superfície lisa, abra a massa modelando-a em círculos. Coloque o recheio e dobre ao meio, apertando bem as bordas com um garfo. 
Arrume os pasteizinhos em uma assadeira e leve ao forno para assar em fogo médio (180 – 200oC). Não é necessário untar a assadeira. Asse até que o pastelzinho fique dourado.

Dicas:
1. Eu gosto de usar palmito fresco. Caso tenha interesse escreva para mim que eu poderei passar o nome de um fornecedor de confiança. Basta cozinhar o palmito fresco em água com sal até ficar macio. É mais saboroso que o palmito industrializado.
2. Para os não veganos: a água pode ser substituída por leite integral na hora de preparar o recheio. 
3. Esta massa é excelente para preparar tortas com o recheio de sua preferência.
4. A cebolinha verde é opcional.
5. Experimente adicionar azeitonas pretas picadas ao recheio. Fica excelente.

4. Salada de tomate caqui (vegana)

Rendimento: 8 porções

Ingredientes:
4 tomates caqui, tamanho médio
1 xícara (chá) de folhinhas de hortelã fresco
1 dente de alho
5 colheres de sopa de azeite extra virgem
1 colher (chá) de sal marinho

Modo de fazer:
Lave bem os tomates e corte em rodelas, de cerca de 0,5 cm de espessura. Coloque em uma tigela grande.
Amasse bem o alho e misture com o azeite. Pique o hortelã e junte ao alho e sal. Misture bem.
Coloque este molhinho sobre os tomates. A salada está pronta.

5. Canjica 

Rendimento: 20 porções

Ingredientes:
250g de milho para canjica
1 lata de leite condensado
1 litro de leite
250 mL de leite de coco
250 g de coco ralado, de preferência fresco
2 colheres (sopa) de açúcar
2 paus de canela
10 cravos
canela em pó
água
Farofinha de amendoim para decorar (opcional)

Modo de fazer:
Deixe a canjica de molho na água durante a noite. Escorra a água
Numa panela de pressão coloque o milho de canjica, água até cobrir bem, 1 pau de canela e 5 dentes de cravo. Cozinhe até a canjica ficar macia, por cerca de 15 minutos. Desligue e espere alguns minutos para abrir.
Junte o leite condensado, o leite de coco, o leite e misture bem com uma colher de pau. Acrescente 1 pau de canela, 5 cravos e o açúcar. 
Deixe levantar fervura, depois diminua o fogo e cozinhe em fogo baixo por 20 minutos ou até engrossar, mexendo sempre para não grudar no fundo da panela.
Adicione o coco ralado e, se desejar, adoce mais.
Sirva quente em xícaras ou em tigelas individuais. Decore com uma pitada de canela em pó e uma colher (sopa) de farofinha de amendoim, se desejar.

Dicas:
1. O milho de canjica pode ser cozido sem pressão. Neste caso, o tempo de cozimento pode variar de 40 – 50 minutos.
2. Se a canjica ficar muito grossa, você pode adicionar mais leite.

Cozinhando com o coração
(ccturci@gmail.com)
O objetivo do projeto Bhāvana Namaḥ: Cozinhando com o Coração  é mostrar que a culinária vegetariana e a vegana podem ser facilmente apreciadas, mesmo por aqueles que ainda não aderiram completamente a estas práticas de alimentação.

A ideia é compartilhar a nossa alimentação caseira, simples e que foi sendo desenvolvida, testada e adaptada ao longo de trinta e cinco anos de casamento. Além de saborosas, as receitas aqui disponibilizadas semanalmente podem ser consideradas completas pois juntas compõem refeições com pelo menos cinco cores. Um prato colorido é sinal de uma alimentação balanceada. 

Vez por outra, esta coluna também compartilhará, ou sugerirá, artigos, vídeos e filmes relacionados à qualidade de vida e a saúde do corpo e do planeta.

Qualquer dúvida sinta-se à vontade para me escrever!

SUGESTÕES DA SEMANA

4. Vídeo sobre a qualidade da água (as imagens já dizem tudo)